uno, dos, tres...
André
Bruno
Kleiton
Laura
Leandro
Rafael
Thiago
14

hello, hello!
Cão Uivador
Dilbert blog
Forasteiro RS
GPF
Improfícuo
La'Máfia Trumpi
Limão com sal
Malvados
Moldura Digital
Notórios Infames
PBF archive
Wonderpree

hola!
Feliz Segunda-Feira
Curtas
A vingança dos nerds
Nike - Make the Difference
Feliz Segunda-Feira
É uma bomba
Por que revistas impressas são melhores do que o i...
Ideia pra um curta
Feliz Segunda-Feira
Das comédias que ainda são engraçadas

Swinging to the music
A 14 Km/seg
Expressão Digital
Peliculosidade
Suando a 14
Tá tudo interligado
Cataclisma14 no Pan
Libertadores 2007

dónde estás?


all this can be yours...





RSS
Top 5 músicas pra pegar a estrada
André - 04 agosto 2010 - 20:57
Se há uma coisa que os road movies americanos nos ensinaram é que uma viagem de carro pelo país leva as pessoas a realmente se conhecerem, e também que sempre tem uma moçoila gatinha pra fazer a odisséia valer a pena.

E como uma viagem de carro sem trilha sonora é crime federal, resolvi compilar aqui as 5 melhores canções pra uma road trip (Born to be Wild não consta da lista pois é hors-concours). Então liguem os motores, ajeitem o espelho retrovisor, verifiquem a gasolina, a água, os freios, o óleo, testem os limpadores de para-brisa e pé na estrada.

5 - Roll me Away - Bob Seger and the Silver Bullet Band
Não só deve constar da lista como a viagem deve iniciar por ela. Poucas notas, piano ensandecido, guitarra marota no fundo e um refrão emocionado se unem a momentos de pura poesia, como "a 12 horas de Mackinac City parei numa bar pra tomar uma ceva". Impossível não se sentir tomado pela aventura absoluta enquanto Roll me Away está rolando. Tipo de música que enche o ouvinte de emoção, de grandiosidade e de cerveja.

Trecho pra cantar com a cabeça pra fora da janela:
Just then i saw a young hawk flyin' / and my soul began to rise / and pretty soon / my heart was singin' / roll, roll me away / i'm gonna roll me away tonight

4 - Rockin' in the Free World - Neil Young
Dizem por aí que toda vez que Rockin' in the Free World toca em algum lugar, do outro lado do mundo crianças acordam de seus delicados sonos fazendo HEADBANG. Porque é uma canção poderosa. Visceral. O velho Neil Young cospe as palavras no meio de guitarras tão sujas quanto políticos e uma bateria bombástica. Acima de tudo, Rockin' in the Free World coloca corações em MACH 5 e explode tudo ao seu redor com um refrão épico, que rasga gargantas e infla corações até o ponto onde pegar a estrada sem apostar corrida com a velocidade da luz é inaceitável.

Trecho pra cantar com a cabeça pra fora da janela:
We got a man of the people / he says "keep hope alive" / got fuel to burn / got roads to drive / keep on rockin' in the free world

3 - Roadhouse Blues - The Doors
Um dos maiores riffs de guitarra da história pede passagem. A potente voz de Jim Morrison entra em um blues possante, marcante, que não apenas desafia a habilidade do ouvinte de se manter ESTÁTICO como a joga pelos ares feito uma folha de papel, principalmente quando Morrison canta com paixão a FILOSOFIA "let it roll, baby, roll". Posso imaginar quatro sujeitos num carro conversível, capota abaixada, uma latinha de cerveja na mão de cada um, vento no rosto, todos balançando a cabeça ao som da música. E também consigo imaginar eles, em algum momento, descobrindo o sentido da vida e jogando-o fora sem hesitar pra ver uma morena de pernas roliças e saias curtas dançar Roadhouse Blues.

Trecho pra cantar com a cabeça pra fora da janela:
Well i woke this morning and i got myself a beer / the future is uncert and the end is always near / let it roll, baby, roll

2 - Born to Run - Bruce Springsteen
Na verdade o ideal não seria colocar Born to Run pra tocar no rádio, e sim derretê-la e utilizá-la como COMBUSTÍVEL para o carro. É uma canção tão épica e grandiosa que a mãe de Zeus sempre mandava ele baixar o volume quando a música estava rolando. Praticamente todos os versos de Born to Run nasceram para a estrada, e, quando acompanhados de um instrumental lacrimejante e da voz rouca feito um motor de Springsteen, o mundo inteiro se desfaz e sobra apenas a emoção, e uma canção, e a vontade de queimar o asfalto e fazer o próprio Sol engolir poeira.

Trecho pra cantar com a cabeça pra fora da janela:
The highway is jammed with broken heroes / on a last chance powerdrive / everybody's out on the run tonight / but there's no place left to hide

1 - Thunder Road - Bruce Springsteen
Ok, vamos esquecer por um momento que esta é a maior canção de todos os tempos. Thunder Road é um road movie em formato musical, ou melhor, os road movies são Thunder Road em formato cinematográfico. Ela abre com um piano cativante, e vai crescendo, como uma viagem onde as pessoas vão aprendendo cada vez mais sobre si mesmas e sobre a vida. É sincera, é desafiadora, é companheira. Traz em sua letra todos os aspectos que constroem uma viagem inesquecível. Thunder Road entra devagar pela pele, e aos poucos vai tomando todo o corpo, culminando com aquele arrepio indescritível na espinha que vai subindo até que a garganta não consegue mais segurar a vontade de gritar cada verso. Sair estrada afora com Thunder Road na bagagem é como partir em uma aventura levando dois corações, ambos com uma sede violenta pra descobrir o que esse mundo esconde por aí.

Trecho pra cantar com a cabeça pra fora da janela:
With a chance to make it good somehow / hey what else can we do now? / except roll down the window and let the wind blow back your hair / the night's busting open these two lanes will take us anywhere
Comentários: 0