uno, dos, tres...
André
Bruno
Kleiton
Laura
Leandro
Rafael
Thiago
14

hello, hello!
Cão Uivador
Dilbert blog
Forasteiro RS
GPF
Improfícuo
La'Máfia Trumpi
Limão com sal
Malvados
Moldura Digital
Notórios Infames
PBF archive
Wonderpree

hola!
Nike - Make the Difference
Feliz Segunda-Feira
É uma bomba
Por que revistas impressas são melhores do que o i...
Ideia pra um curta
Feliz Segunda-Feira
Das comédias que ainda são engraçadas
Status
Feliz Segunda-Feira
Socialites também amam

Swinging to the music
A 14 Km/seg
Expressão Digital
Peliculosidade
Suando a 14
Tá tudo interligado
Cataclisma14 no Pan
Libertadores 2007

dónde estás?


all this can be yours...





RSS
A vingança dos nerds
André - 31 julho 2010 - 21:36
Comprei um videogame ontem. Um Xbox, pra ser mais exato. Aliás, pra ser mais exato ainda, comprei um RODADOR de Winning Eleven (a versão 2010 do jogo está "real" demais e bastante imune às manhas de versões anteriores. Desprezo-a). E, enquanto deixava os rins dos meus netos na loja, uma coisa me chamou a atenção: o tamanho da área direcionada apenas a videogames.

Vejam bem, quando eu estava na adolescência, videogames e histórias em quadrinhos (vocês devem conhecê-los hoje como games e graphic novels, porque tudo que é nomeado de acordo com a língua inglesa é por definição melhor) eram coisas de nerds - e nerds, na época, não passavem de pessoas desajustadas socialmente, cuja função básica na hierarquia escolar era servir de chacota. Ou seja, admitir qualquer intimidade com as duas atividades citadas podia ser considerada o equivalente social a dar um tiro na testa.

Por isso tenho uma certa estranheza ao perceber a proporção que os quadrinhos e os videogames tomaram, ocupando lugares de destaque em grandes lojas. Parece que a maré virou, hein? Hoje em dia ser nerd é até motivo de orgulho, e não duvido que logo seja a ordem social vigente. Até já imagino um bando de geeks (ah, a força das nomenclaturas) pegando um dos atletas do time de futebol na saída do colégio e jogando ele em uma lata de lixo no formado de R2-D2. Daí vem um monta de gostosas com o cabelo PRINCESA LEIA STÁILE e ri do atleta, enquanto sai pra tomar milk-shake com os nerds.

Se é que esse tipo de coisa já não acontece, sei lá. Tem até aquele slogan do seriado The Big Bang Theory, que diz "Smart is the new sexy", não tem? Bem, se for o caso, então podem cair em cima e me disputar a tapa, meninas: agora eu tenho um Xbox.
Comentários: 4